HISTÓRIA DA CIDADE DE TIETÊ

cidade_tiete1A fertilidade do solo dos terrenos marginais do Rio Tietê atraiu, já nos últimos anos do século XVIII, grande número de aventureiros e pessoas afeitas à lavoura, que para cá vieram. Quase na embocadura do Ribeirão do Pito Aceso ou da Serra, estava localizado o ancoradouro das canoas que formando as “Monções”, demandavam para Mato Grosso e , nas suas proximidades os moradores eventuais construíram suas primeiras habitações, que depois formaram a Rua do Porto Geral, primórdio da cidade, conhecido, como Pirapora. Este era o ponto de pouso obrigatório daqueles viajantes embarcados em Porto Feliz.

 

PEDRA DO CURUÇÁ

cidade_tiete2Em 1806 já constituíam número considerável de habitantes e, não possuindo assistência espiritual, pediram a criação de uma Paróquia para o Bairro, o que foi autorizado, por alvará em 03 de Agosto de 1811, sendo assim criada a Freguesia da Santíssima Trindade de Pirapora do Curuçá (com uma área de 10 mil braças quadradas), sendo considerados seus fundadores: Alferes José Antonio Paes, Vicente Leme do Amaral, Major Luís Antônio de Assunção e Mathias Teixeira da Silva e foi nomeado o Padre Manuel Paulino Ayres para a Paróquia.
Em 1831 foi criada a primeira Escola pública denominada Escola Régia”, para ambos os sexos, e que só teve professor em 1841, na pessoa do Eleuthério José Moreira.

Em 08 de Março de 1842, sob a Lei número 200, a então Freguesia foi elevada a Município, sendo esta considerada a data de fundação da cidade sendo que a sua instalação se deu em 09 de Janeiro de 1845, com posse dos Vereadores eleitos para compor a Câmara Municipal, sendo o Tenente Joaquim de Almeida Leite e Moraes, o primeiro Presidente.
Em 1852 a cidade foi aumentada, com a abertura de novas ruas até o “Largo dos Curros”, hoje a Praça Dr. Elias Garcia, abertura de novo Cemitério, contando já com mais de 50 engenhos que fabricavam aguardente e açúcar batido.
A então Freguesia, em 1867, já com crescimento adiantado, foi renomeada para Tietê, extraído da linguagem indígena “té é té”, cujo significado alude ao RIO, que se mostra “muito fundo e corrente” e corta a cidade.

Assim, sucessivamente, a cidade foi se desenvolvendo, com novas escolas primárias, criação de imprensa, iluminação pública a lampiões, telégrafo da Sorocabana, abertura de ramal ferroviário, construção de Teatro, abolição da escravatura e início da imigração italiana.

Logo depois surgiu a República, o que motivou novos anseios de progresso, como edifícios novos, jardim público, forma definitiva das ruas, Grupo escolar, Santa Casa de Misericórdia, Banda de Música, lavoura e comércio prósperos. Depois, inesperadamente, um grande pesadelo sobreveio, a epidemia da febre amarela, em 1890. Tietê estaciona por algum tempo e depois retoma a prosperidade.

A seguir suas administrações trataram de dotar a cidade de água encanada, luz elétrica, telefone, mercado, matadouro, rede de esgoto, etc. e assim sucessivamente, até os dias de hoje.

A IGREJA SÃO BENEDITO

cidade_tiete3A idéia para a construção da Igreja de São Benedito surgiu em 1871, com o Padre Costa que conseguiu a autorização para que a obra se concretizasse.
A doação do terreno foi feita por Joaquim Pereira Rodrigues (Pereirinha), e em 1872, para ligar a igreja à estrada de Porto Feliz, uma rua foi construída, atualmente a Rua Rafael de Campos.
A capela foi construída pelos escravos, muito simples com madeiramento grosseiro.
O término de sua construção não se sabe ao certo, mas acredita-se que tenha ocorrido depois da Proclamação da República, em 1889.
Passou por várias reformas, mas a Imagem de São Benedito é a mesma que há mais de cem anos é adorada pelo povo.
São Benedito é o santo milagreiro de Tietê.


LOCALIZAÇÃO:

O Município de Tietê situa-se no médio baixo curso do Rio Tietê, numa região fisiográfica chamada Depressão Periférica do Estado de São Paulo, com área de 396 Km².

Está localizada a 23º06′ de latitude sul e a 47º42’53” de longitude oeste;
Altitude média – 508 m;
Clima – tropical com duas estações distintas – verão chuvoso e inverno seco;
Temperaturas -médias anuais oscilando entre 20º a 25º C;
Pluviosidade média – 1293 mm. aproximadamente;
Distante, em linha reta, 121 Km da capital do Estado de São Paulo.

Zona Urbana compreende uma superfície de 50 Km² e a zona rural 346 Km²;
A cidade está inserida na Região Administrativa e de Governo de Sorocaba;

Situação Demográfica

De acordo com o recenseamento de 1996, a população é de 29.675, sendo 14.790 homens e 14.885 mulheres.
Urbana 25.320 e Rural 4,355
Número de eleitores – 20.116 (1999).

Ultima estimativa de habitantes em 01/07/99 é de 30.893

(Estas informações se encontram no site oficial da cidade)

Interior paulista é um “país” com PIB de US$ 130 bilhões e uma renda per capita de US$ 9,8 mil
(Artur Araujo – Editor do Cosmo On Line com correspondentes)

cidade_tiete4Pólo de investimentos nacionais e internacionais, o interior de São Paulo é hoje uma das principais rotas da riqueza do mundo, com seus invejáveis indicadores sócio-econômicos e sua mão-de-obra qualificada.

A região é um “país” com um Produto Interno Bruto (PIB) de US$ 130 bilhões (18% do PIB nacional) e uma renda per capita de US$ 9,8 mil, segundo dados da Fundação Seade (Sistema Estadual de Análise de Dados) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esses números colocariam o interior de São Paulo em 29º lugar no ranking das economias do mundo, superando, por exemplo, a Finlândia, cujo PIB é de US$ 127,8 bi e a Indonésia, um dos tigres asiáticos, que registrou, em 99, US$ 125 bilhões de PIB.

No caso da renda per capita, o desempenho é ainda mais impressionante. A região ficaria em 54º lugar no ranking mundial, superando em muito a performance do Brasil (US$ 4,3 mil de renda per capita, 73º lugar) e nivelando-se a países como a Coréia do Sul (US$ 8,5 mil) e Portugal (US$ 11 mil).

Da agricultura aos serviços, passando por sua sofisticada indústria e uma ampla rede de comércio, o interior de São Paulo tem se mostrado um verdadeiro ímã de negócios e oportunidades para investidores de todas as partes do mundo. Além dos atrativos econômicos e tecnológicos, esses últimos provenientes das diversas universidades instaladas no interior paulista, a região oferece boa qualidade de vida e um potencial turístico ainda não plenamente explorado.

A soma desses fatores tornou a região o destino de 68% dos investimentos no Estado de São Paulo entre 1995 e 1999, segundo dados da Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico (os 32% restantes foram para a região metropolitana da capital). O percentual significou US$ 64 bilhões em investimentos para o interior.

Por sua grande extensão territorial, o interior de São Paulo oferece um vasto leque de potenciais, que vão das tecnologias da informação e comunicação -principal especialidade da região de Campinas-, à indústria aeronáutica -vocação do Vale do Paraíba-, passando pela sofisticada tecnologia agrícola -disponível em várias universidades do interior- e o turismo, ponto forte do litoral.

TIETÊ – TELEFONE ÚTEIS

Telefones Úteis (15)
Câmara Municipal ……………….. 3282-1491
Depto Estradas e Rodagem …… 3282-1668
Estação Rodoviária ……………… 3282-1679
Forum ………………………………… 3282-1731
Prefeitura Municipal …………….. 3285-8755
Secretaria da Agricultura ……….. 3282-1331

Emergência
Água e Esgoto …………………….. 3285-8700
Centro de Saúde ………………….. 3282-1245
Delegacia de Polícia …………….. 3282-4922
Energia Elétrica …………………… 3282-1765
Polícia Militar ……………………………….. .190

Bombeiros……………………………………….193
Polícia Civil …………………………………… 147
Santa Casa ………………………….. 3282-1444