Saiba que profissionais contratar, como planejar uma obra sem desperdícios e cumprir o orçamento

Basta encerrar um ano e começar outro para que as pessoas se animem a renovar a casa. Os dados da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat) revelaram que a venda dos materiais de acabamentos, no fim do ano passado, foi maior que o número relacionado aos itens básicos. Segundo pesquisa encomendada pela Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco), uma de cada três famílias tem intenção de reformar nos próximos anos. “Isso se deve ao aumento da renda e do emprego dos brasileiros nos últimos cinco anos”, avalia Cláudio Conz, presidente da entidade. Se você também está pensando em repaginar a casa, tire suas dúvidas nesta reportagem.

1. Quem contratar?
2. Por onde começar?
3. Como legalizar a reforma?
4. Qual a ordem das etapas?
5. Quais os erros mais comuns?
6. Como pesquisar fornecedores?
7. Ao pagar mão de obra, devo adiantar 50% no início?
8. O que fazer para não extrapolar o orçamento inicial?
9. Como saber o que realmente vale a pena ser reformado?
10. Há vários modelos de contratos? Quais os mais comuns?
11. O contrato do arquiteto é diferente do contrato do pedreiro e do empreiteiro? O que não pode faltar em cada um?
12. Como orçar o que vou gastar com a mão de obra? Há valores preestabelecidos pra cada profissional?
13. Como contratar arquitetos, engenheiros e mestre de obras de qualidade? Onde buscá-los?
14. Se o dinheiro não dá pra tudo, melhor reformar em etapas? Ou devo optar por um financiamento para realizar todas as fases em conjunto?

Clique aqui e confira a matéria completa e as respostas para cada uma das questões acima.

Fonte: http://casa.abril.com.br/materia/dicas-para-planejar-bem-a-obra